Oferta!

Lothar Charoux | Geométrico | O.S.T | 100X35 cm | A.N.V | 1976

R$30.000.00 R$23.900.00

LOTHAR CHAROUX – “Geométrico”
Técnica/Suporte: O.S.T.- óleo sobre tela.
Medidas: 100 x 35 cm (obra).
Data: 1976.
Assinatura: A.N.V. – assinado no verso da obra.
Moldura: Emoldurado com baguete de alumínio (de epóca).
Estado de conservação: Excelente.
Certificado: Obra acompanha o certificado/declaração de autenticidade emitido pelo filho do Artista.
Descrição/Detalhes: Linda obra da renomado artista em excelente estado de conservação e muito bem emoldurada.
FRETE GRÁTIS – BRASIL*

1 em estoque

Quantidade:
Artista

Técnica

Dimensões

Assinatura

Data

Descrição/Detalhes

LOTHAR CHAROUX – “Geométrico”
-Técnica/Suporte: O.S.T. – óleo sobre tela.
-Medidas: 100 x 35 cm (obra).
-Data: 1976.
-Certificado: Obra acompanha o certificado/declaração de autenticidade emitido pelo filho do Artista.
-Assinatura: A.N.V. – assinado no verso da obra.
-Moldura: Emoldurado com baguete de alumínio (de epóca).
-Estado de conservação: Excelente.
-Descrição/Detalhes: Linda obra do renomado artista em excelente estado de conservação e muito bem emoldurada.
-FRETE GRÁTIS – BRASIL*
-REF: GP-P21001

-BIOGRAFIA: Lothar Charoux (Áustria, Viena, 1912 – BR, São Paulo, São Paulo, 1987)
Pintor, desenhista, professor

Inicia estudos artísticos com seu tio, o escultor austríaco Siegfried Charoux. Vem para o Brasil em 1928, e fixa-se em São Paulo. Na década de 1930, matricula-se no Liceu de Artes e Ofícios de São Paulo (Laosp), onde conhece Waldemar da Costa (1904 – 1982), com quem, a partir de 1940, estuda pintura. Pinta paisagens e retratos. Posteriormente passa a lecionar desenho no Liceu de Artes e Ofícios e no Senai. Em 1947, realiza sua primeira exposição individual, na Galeria Itapetininga. A partir de 1948, Charoux volta-se a questões construtivas. Em 1952, participa da fundação do Grupo Ruptura, ao lado de artistas como Waldemar Cordeiro (1925 – 1973) e Geraldo de Barros (1923 – 1998). Com Hermelindo Fiaminghi (1920 – 2004) e Luiz Sacilotto (1924 – 2003), cria a Associação de Artes Visuais NT – Novas Tendências, em 1963. É homenageado com retrospectiva no Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM/SP) e no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (MAM/RJ) em 1974. Em 2005, é publicado o livro Lothar Charoux: A Poética da Linha, pela historiadora de arte Maria Alice Milliet.
-Comentário Crítico:
A obra de Lothar Charoux, na década de 1940, é bastante diversificada. O artista realiza paisagens, em que apresenta proximidades formais com a pintura de Waldemar da Costa e do Grupo Santa Helena, e retratos de caráter expressionista.
A partir de 1948, Charoux volta-se às questões construtivas. Para a historiadora da arte Ana Maria Belluzzo, o artista trabalha freqüentemente com uma trama prévia, que organiza o campo visual dos quadros. Na década de 1950, realiza a série dos desenhos negros, nos quais explora a oposição gráfica do traço branco com relação a uma superfície negra, promovendo seu valor luminoso. Em outras obras, busca propiciar uma tensão entre figura e fundo, por meio de formas geométricas vazadas, que cortam o plano em diferentes direções.
Para o historiador Walter Zanini, a participação de Charoux no Grupo Ruptura contribui para a maturidade atingida pelo movimento concretista naqueles anos. Em sua obra, o artista explora com criatividade e habilidade as questões da linha, do movimento e do equilíbrio, assim como as vibrações óticas e os mais variados jogos combinatórios.

Fonte: LOTHAR Charoux. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural.
tags: galeria de arte, galeria paulista, lothar charoux, quadro, geométrico, certificado, obra de arte