Oferta!

Tina Gomes | A Moça | Fine Art-Matte 150g | Ed. Limitada | 80×60 cm

R$1.100.00 R$950.00

TINA GOMES – “A Moça”
-Técnica: Fine Art Inkjet Pigment Print – em Papel Fotográfico Matte 150gsm
-Medidas: 80×60 cm (obra).
-Moldura: Obra será enviada já emoldurada (moldura tipo caixa, cor da moldura: escolha do cliente).
-Exemplar nº: 1/100, acompanha o certificado da Galeria Paulista, assinado pela Artista
-Esta edição limitada da fotógrafa Tina Gomes, foi impressa em Papel Fotográfico Matte 150gsm
FRETE GRÁTIS – BRASIL*

1 em estoque

Quantidade:
Artista

Técnica

Dimensões

Assinatura

Data

Descrição/Detalhes

,

TINA GOMES – “A Moça”
-Técnica: Fine Art Inkjet Pigment Print – em Papel Fotográfico Matte 150gsm
-Medidas: 80×60 cm (obra).
-Moldura: Obra será enviada já emoldurada (moldura tipo caixa, cor da moldura: escolha do cliente).
-Exemplar nº: 1/100, acompanha o certificado da Galeria Paulista, assinado pela Artista
-Esta edição limitada da fotógrafa Tina Gomes, foi impressa em Papel Fotográfico Matte 150gsm
FRETE GRÁTIS – BRASIL*

BIOGRAFIA: Tina Gomes, nascida em 1975, esta artista visual autodidata é mãe, mulher, sensível e forte simultaneamente. Morou na comunidade durante 13 anos, e lá “morreu” e renasceu algumas vezes.
Tina passou por muitas batalhas pessoais. História cheia de altos e baixos, onde podemos citar depressão, fibromialgia, miséria, desespero, violência, internações… aliadas a responsabilidade de cuidar de 6 filhos. Mas graças à uma religiosidade muito presente em sua vida, e à arte da fotografia, saiu fortalecida de cada uma delas.
Chegou a ingressar na faculdade de Teologia, por imposição familiar. Não deu continuidade, mas seu interesse e ligação espiritual tomaram outro rumo, e hoje são constantemente revelados em seu processo criativo.

O trabalho de Tina é extremamente autoral, onde ela traduz o que sente em suas fotos.
Iniciou com uma EOS Rebel T3i, que apelidou carinhosamente de “Jurema”, e já nessa época tinha um estilo marcante. Hoje, com sua Canon 3T1, aliada à conhecimentos de edição, o céu é o limite.

Seu estúdio é improvisado dentro da própria casa, e quase todos os elementos das fotos são itens inusitados. Isopor, barro, folhas secas, papel, aviamentos, tinta guache, farinha de trigo são alguns dos materiais utilizados na produção das fotos. É ela quem produz, dirige e fotografa os modelos, na maioria das vezes seus filhos.

Hoje suas obras são comercializadas em galerias do mundo todo e sua engenhosidade e criatividade são o verdadeiro valor por trás das imagens.

“Eu não gosto muito quando me chamam de fotógrafa – sou contadora de histórias. O que eu vivo eu passo para as fotos. Cada dor ou emoção eu tranco dentro da fotografia, acho que é por isso que vocês acham que tem tanto sentimento. Ali está tudo acorrentado, em cada foto tem uma mensagem subliminar, repare nos olhos…”