Gio Adriana | Coração Selvagem | O.S.T | 70×50 cm | C.I.D | 2017

R$4.200.00 R$3.880.00

GIO ADRIANA – “Coração Selvagem”
Técnica: Óleo sobre tela.
Medidas: 70 x 50 cm (obra/tela).

Data: 2017.
Assinatura: Canto inferior direito.
Moldura: A obra está com moldura de madeira na cor preto estilo “baguete” com espaçamento.
Obra inspirada em mitos e histórias de arquétipos femininos.
Acompanha Certificado emitido pela Galeria Paulista e assinado pela Artista.
-Esta obra participou da Feira Parte 2018 no Clube a Hebraica/SP com a Galeria Paulista.
FRETE GRÁTIS – BRASIL*

1 em estoque

Quantidade:
Artista

Técnica

Dimensões

Assinatura

Data

Descrição/Detalhes

,

GIO ADRIANA – “Coração Selvagem”
-Técnica: Óleo sobre tela.
-Medidas: 70 x 50 cm (obra/tela).

-Data: 2017.
-Assinatura: Canto inferior direito.
-Moldura: A obra está com moldura de madeira na cor preto estilo “baguete” com espaçamento.
-Obra inspirada em mitos e histórias de arquétipos femininos.
-Acompanha Certificado emitido pela Galeria Paulista e assinado pela Artista.
-Esta obra participou da Feira Parte 2018 no Clube a Hebraica/SP com a Galeria Paulista.
FRETE GRÁTIS – BRASIL*

-BIOGRAFIA: Gio Adriana (BR, SP, São Paulo, 1977)
Pintora, desenhista, artista visual.

Gio Adriana é Fiamma Viola, artista visual, paulista nascida em 1977, iniciou seu percurso artístico em São Paulo e atualmente vive e trabalha em Bolonha, Itália.
Através de um trabalho multidisciplinar, articula idéias sobre cultura, construção de identidade, questões afetivas, arquétipos e sexualidade em uma atmosfera onírica que firma-se como uma linguagem própria. Uma construção que não se limita à representação da figura feminina, mas inclui formas e conceitos mais amplos, bem como diferentes técnicas como pintura, ilustração, colagem e fotografia.
Seu processo criativo está centrado no corpo feminino como território de construção de uma narrativa visual que busca a liberação da carga negativa usualmente vinculada e propõe uma visão poética livre.
Exposições:
-Esteve presente na Art Basel Week através da exposição realizada pelo coletivo “The ArtBox Projects” no Euroairport em Basiléia / Suíça (junho 2017);
-Produziu em Bolonha a série “Ipês” exposta em Brasília / Brasil (julho 2017);
-Mostra coletiva de Arte Contemporânea “Rizoma”, no Rio Grande do Sul / Brasil (agosto 2017);
-Mostra coletiva “The Global Post Art Show: Mulheres Art Scientists na Avant Garde Now” em Vermont, Estados Unidos (setembro 2017);
-Mostra coletiva”Animus et Anima” na galeria Casa Cava, em Matera / Itália (outubro 2017);
-Mostra coletiva”International Art Expo” na galeria FlyerArt, em Roma / Itália (outubro 2017);
-Mostra “Arte tra Mistero e Magia” na Galeria L’Alluno, por ocasião do encerramento da Bienal de Veneza, em Campo San Leonardo, Veneza / Itália (novembro 2017);
-“Small is Better”, mostra de pequenos formatos no Arnaout Spazio D’Arte em Milão / Itália (dezembro 2017);
-Mostra Coletiva Internacional “Arte a Palazzo” – na Galeria Farini, Palazzo Fantuzzi, em Bolonha / Itália (fevereiro 2018);
-Presente na Armory Artweeks na mostra realizada na Stricoff Gallery em Nova York, pelo coletivo “The ArtBox Projects” (março 2018);
-Exposição Coletiva “Como resistir no mundo de hoje?” da Galeria Cañizares em Salvador / Brasil (março 2018);
-Mostra coletiva de arte contemporânea “Anatomia da Beleza” na galeria Casa Cava em Matera / Itália (abril 2018);
-Mostra coletiva “Rinascita, Inno alla Primavera” na galeria SanLorenzo Arte em Poppi – Toscana / Itália (abril 2018);
-Exposição “Carta Obra México” do Centro Cultural Brasil México, na cidade do México (maio 2018);
-“Rizoma” Mostra Multimídia Internacional de Arte Contemporânea em Ouro Preto / Brasil (julho 2018).

1
Posso te ajudar?
Powered by